Pix é o método de pagamento que mais cresce no Brasil, avanço no primeiro trimestre foi de 388%

Artigo produzio pela nossa associada, Shipay. Em 15 de Julho de 2021.

A observar pelo ritmo de avanço do Pix no Brasil, não será surpresa se em breve o pagamento estiver pareado com os cartões nas preferências de pagamento dos brasileiros. Os dados mais recentes do Banco Central mostram que o Pix só fica atrás dos cartões na preferência de pagamento da população. No entanto, ainda que em volume os pagamentos sejam inferiores à quantidade de transações feitas por cartões, o Pix é o meio de pagamento que mais cresce entre as modalidades disponíveis.

Na comparação entre o último trimestre de 2020 e o primeiro tri de 2021, o Pix cresceu 388%, saltando de 178,1 milhões de pagamentos para 869,6 milhões de transações processadas no intervalo. No mesmo período, o volume de pagamentos com cartões de crédito teve queda de 15,7%, enquanto as transações com cartão de débito caíram 13,9%.

Os quase 870 milhões de pagamentos realizados via Pix no primeiro trimestre de 2021 superam todos os pagamentos feitos via DOC, TED e cheque no mesmo período, os quais somaram 445,9 milhões. Ou seja, somente os pagamentos por Pix representaram quase o dobro das outras três modalidades no período.

Os dados sobre o segundo trimestre ainda serão consolidados pelo Banco Central, mas a autoridade monetária já adiantou que nos meses de abril e maio o Pix continuou crescendo em uma velocidade impressionante. Nos dois meses, foram registrados 1,1 bilhão de pagamentos, volume que já supera o resultado do primeiro trimestre do ano.

Se entre pessoas físicas a adesão já supera as expectativas da autoridade monetária (são 87,8 milhões), as chaves pessoa jurídica (5,7 milhões) também seguem crescendo e devem ganhar um impulso ainda maior com as funcionalidades já anunciadas pelo Banco Central, algumas já em funcionamento e outras que serão lançadas em breve. O Pix Cobrança, por exemplo, é uma função lançada em maio que vem com potencial para substituir o boleto bancário. O Pix Garantido é outra função na agenda do BC que vai competir com os cartões de crédito, tendo em vista que permitirá compras parceladas com o Pix.

Outra novidade muito importante é um mecanismo especial para devolução de dinheiro, previsto para começar a funcionar ainda neste ano. Com essa ferramenta, será mais fácil devolver dinheiro via Pix em situações em que haja suspeita de fraude ou falha operacional na hora do pagamento.

Desde que o Pix foi lançado, sempre foi possível fazer a devolução total ou parcial de valores transacionados. No entanto, da forma como funciona hoje, o processo é um pouco mais lento porque depende de procedimentos tanto da instituição de quem recebe quanto de quem paga. Com um mecanismo específico de devolução, essa operação será mais rápida, simples e eficiente, dessa forma os usuários poderão recuperar seus valores mais rápido em situações de fraude.

Com a Shipay, você pode oferecer aos clientes o Pix com geração de QR Code dinâmico, mais seguro, rápido e com confirmação dos valores na tela do caixa. Além das taxas serem bem mais baratas em comparação aos meios de pagamento tradicionais, o procedimento é simples, sem burocracia e você pode receber os pagamentos no banco que quiser.

Para integrar pagamentos digitais na sua loja, no seu e- commerce e outros canais digitais, fale com a Shipay.

#segurança  #varejo #vendasonline #ecommerce  #pagamentosdigitais #shipay #pix #meiosdepagamentos #carteirasdigitais #meiodepagamentosdigitais #BACEN #fintechs #meiosdepagamento #bancocentral #fintech #bancocentral #finanças #openinnovation #carteiradepagamentos #inovaçãofinanceira #SegurançaPagamentos  #comercioeletronico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AFRAC

Esteja à frente sempre!
Seja o primeiro a saber das novidades do segmento e mantenha o seu negócio inovador e rentável. Associe-se!



Endereço

R. Prof. Aprígio Gonzaga, 35
Conjunto 64
São Judas, São Paulo - SP, 04303-000



Contatos

 Telefone: +55 11 3284-7080